segunda-feira, 29 de abril de 2013

Poetando às avessas!





A mão dura,

amassa,
a massa.

Calejada,
sofrida,
suada.

Os pés,
nus,
qual alma
riscada,

segue,
caminho,

por hora,

do nada.

Tata Junq


Enviar um comentário