domingo, 17 de março de 2013

Do PROJETO ALMA FEMININA: A Morte.



( Imagem retirada do Google)

Olhei todos os escombros ... ao chão.
Ali estavam todos os sonhos,derramados,daquele bule do fogão.
Caído da surpresa de um mal súbito ... estava o corpo ao chão.
Ficara horas ali,sozinho.
Penso que não agonizou,simplesmente,apagou.
Roxo o lado esquerdo.
Pálido rosto.
Sem cor, a vida!
Sem graça,a morte.
Não consigo chorar.
Perco-me em filme,película-drama ... a vida a dois.
Rápido perfila em minha mente,detalhes de nossas vidas ...
num túnel,sem luz.
Respiro com alguma dificuldade, apoio-me à mesa,que deixei ali
arrumada pela manhã, antes de sair.
Quero andar ...buscar o telefone ... mas meus pés estão fincados ao chão.
Nada sou diante da morte consumada.
Por hora,não sou nada.
Melhor, sou uma metade.
A outra parte se foi.

Uma Alma Feminina

( Projeto: ALMA FEMININA)

Tata Junq
Enviar um comentário