segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Fotografando & Poetando & Musicando ... O LUAR.

                      
                       ( Na estrada ...esses meus "clics")

Luar


Ao meu alcance,
mesmo distante.
Espelho do silêncio.
(Tão sem mistérios.)

A alma sem rimas ...


O coração cansado.


Confunde-se com

o brilho
de meus motivos.

Mesmo em outras bandas,

não vertem sonhos ...

Belo, 
somente.
Sempre belo ...

Tata Junq


* ... Lembrei-me,agora, de uma aula,de um professor, tocando seu violão e cantando essa canção:
Luar do Sertão. Vou deixá-la aqui ...é evocativa,emotiva,bela ...e, tão antiga.



Enviar um comentário