quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Pensamentando: Medos.


Ir à tona!    
Buscar oxigenação,     
superar medos.     

Assim ... hoje, numa experiência, necessária.      
Por mais de hora,dentro de uma máquina, sendo monitorada, investigada.      
A vida em pauta, nas exigências de mim.      
Eu, nas exigências de mim, mergulhada em minhas fragilidades.   
E descubro que no meu determinismo, cabem medos e a lei da sobrevivência, grita mais alto, que a impotência.      
Eu, um ser alérgico, bato de frente com inúmeras situações conflituantes e arriscadas.      
Hoje, mais uma vez, tive medo.        
Esse medo, estressa-me, derruba-me ... e alia-se a esse corpo frágil, corrompendo-o.     
Ainda busco ar.     
Quero vida.     
Tenho, ainda,  o que fazer ...    
(Acho.)    
Certeza eu tenho : amo a vida!     

Tata Junq   

   (10/01/2013)    
Enviar um comentário