segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Musicando a vida: Tragédia. em Santa Maria.


Eu vi um menino correndo
eu vi o tempo brincando ao redor
no caminho daquele menino,
eu pus os meus pés no riacho.
E acho que nunca os tirei.
O sol ainda brilha na estrada que eu nunca passei.

Eu vi a mulher preparando outra pessoa
O tempo parou pra eu olhar para aquela barriga.
A vida é amiga da arte
É a parte que o sol me ensinou.
O sol que atravessa essa estrada que nunca passou.

Por isso uma força me leva a cantar,
por isso essa força estranha no ar.
Por isso é que eu canto, não posso parar.
Por isso essa voz tamanha.

Eu vi muitos cabelos brancos na fonte do artista
o tempo não pára no entanto ele nunca envelhece.
Aquele que conhece o jogo, do fogo das coisas que são.
É o sol, é o tempo, é a estrada, é o pé e é o chão.

Eu vi muitos homens brigando, ouvi seus gritos,
Estive no fundo de cada vontade encoberta,
é a coisa mais certa de todas as coisas.
Não vale um caminho sob o sol.
É o sol sobre a estrada, é o sol sobre a estrada, é o sol.

Por isso uma força me leva a cantar,
por isso essa força estranha no ar.
Por isso é que eu canto, não posso parar.
Por isso essa voz tamanha.

*****************************************************************************


E essa voz tamanha hoje ...foi dor de perdas...de tantos jovens em Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Eu vi! O Brasil viu! O Mundo soube!
E nada disso apaga a dor das famílias, vitimadas,sim?!
(Porque elas sentem nas peles suas vítimas...)
Nada polpa a dor.
(Nem indignações,inconformismos,indagações ... nada-nada-nada!!!!)
Não consegui adormecer ... sem exageros.
E amanheço ... penso ... penso e penso ... em cada Mãe,que seu Filho(a) perdeu.
( Egoistamente, mãe que sou.)
Tenho meus filhos dando andamento na trajetória da vida ...estão por perto,fazendo valer suas lutas e possíveis conquistas.
A VIDA é tão LINDA!
E, hoje, "BANDIDA!"!
CALADA, FOI, INOPERANTE, INCOMPETENTE, PERDEU PRA MORTE!
Sinto de verdade.


Tata Junq



Enviar um comentário