segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Do Projeto,Palavras ao Vento : Que lástima!

O Papai Noel é um personagem criado no século IV, por Nicolau Taumaturgo que, em sigilo, colocava um saco com moedas de ouro na chaminé das casas dos que estavam precisando de ajuda na época do natal. Tornou-se santo e símbolo natalino, partiu da Alemanha, onde vivia, até se tornar conhecido por todo o mundo.

Curiosidades:

O Papai Noel : origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.
Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.
Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

*** Penso que poderíamos ter ícones natalinos,bem brasileiros...
Assimilamos uma cultura,não nossa.
Mas ...Noel é do bem.
E,cá entre nós,o país corre riscos. Já temos muitos "Papais Noéis",na distribuição de "presentes" faz muito tempo.E há aqueles que estão com seus "sacos",cheios de grana alheia...
É, nosso País,é "quente",irremediavelmente,"infernal"! E tem muitos "Papais-Diabos",soltos,ainda.
Que lástima!
E as "luzes" continuam piscando em todos os lugares ...
E,
Ho Ho Ho
Jingle bells, jingle bell
Jingle all the way
Oh, what fun it is to ride
In a one horse open sleigh ...
Vamos cantando ...rsrsrs...
É segundona,e a vida flui.
E muitos brasileiros "dormem no nosso Berço Esplêndido"!!!!
Tata Junq






domingo, 15 de dezembro de 2013

Do Projeto,Palavras ao Vento ... Quando?


Quando?
Quando,tempo disponível para voar,em busca: da paz,de motivos,de sonhos palpáveis,da liberdade de escolhas,dos balanços,do semear,do colher...???!!!
HOJE!
No ontem,talvez foi desperdiçada a chance ...
Amanhã? Vai ainda chegar...
Mas hoje é o tempo de SER,ESTAR,FAZER ...
O tempo,ensina-me,à tempo!
Boa nova semana a tds!
SEMEEMOS,EM TEMPO!!!!

Tata Junq

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Do Projeto:Palavras ao Vento! Pro inferno!



E o segredo da noite,está na noite.
Na observação do comportamento humano,"afio o olhar",apego-me às palavras e as analiso,uma a uma ... e,vezes as vejo repetidas ... e, cá com meus" botões-saturnicos",imagino que a pessoa do outro lado,acha-me desprovida de cérebro.
Aí endoideço!
Há algumas controvérsias ... antigamente,entristecia-me ...
Hoje sou ajustes.
E,como fada-rebelde, PLIM!!!!!
E a pessoa desaparece...
Cansei de mesmismos ... aborrecem-me de fato.
DESAPEGO-INTERNAUTICO!!!
A palavra SOCIALIZAÇÃO, e vias de fato, na Internet é balela!
Você mulher,quer ter amigos, mas eles não a veem como tal.
São a maioria "confusos-mentais", melhor amenizar!
(Ironia, no entanto.)
E, nós, brasileiras,carregamos um estigma: "as facinhas",do país do "oba-oba"!!!!
Polpe-me! Estou de saco cheio,irritada.
Palavras ao vento?
Que sejam!
PRO INFERNO!

Tata Junq

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Pensamentando .... Leves desatinos ...



Na progressão matemática,10,20,30,40 ... passos para alcançar um onde,que não sei.
As estrelas?
Seria tão simples ser menina e sonhar tocar as estrelas do céu.
Hoje as vejo distantes,infinitamente ... de onde vim? Para onde vou?
E meu espaço é meu quarto ...Passos até a cozinha,sala,banheiro,copa,quintal...
E há um portão fechado e um dia nublado.
Bom seria adentrar à mata,sem medos,pisar e sentir o farfalhar das folhas mortas no chão,enroscar-me em cipós,esbarrar em galhos,olhar o céu azul,ver o voo dos pássaros ... e a |Natureza sussurrar aos meus ouvidos:
-Pacifique-se,pacifiquesseeee......ssssssssssss ...
No céu não há estrelas,há brilho do Sol.
Eu?
Passos da imaginação,retorno,sem sorrisos.
Pensamentos,leves desatinos.
Espreito as grades da janela.

Tata Junq

sábado, 30 de novembro de 2013

MEMÓRIA VISUAL ... Pensamentando ...



E o Mundo "caminha" ...
E os Humanos?
Entre Equilíbrios & Desiquilíbrios ...
Ordens e desordens, luz e trevas,benefícios e malefícios...
Fugas do caos?
Passado ...
Presente ...
Futuro?
Quem há de constatar?
Tata Junq

domingo, 17 de novembro de 2013

Do Projeto Palavras ao Vento: Eu lhe alcanço.


E,eu lhe alcanço,observando o escorrer da gota-orvalhada-da-manhã, na flor singela,que aberta está à vida.
Um sonho-acordado,gentil que inebria a alma e a encanta.
Vejo cada criatura,de forma mansa.É um despertar contente,em oração aos Anjos.
E no olhar,meu amor a cada uma,assegurando-lhes energias.
E a luz de um novo dia,instala-se.
Bom dia, vida!
Bom dia a vc,próximo(a) ou distante.
Bom dia,com" sorrisos-mataborrões " das lágrimas-de-dor.
Bom dia,com amor!

Tata Junq

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Do Projeto,Palavras ao Vento ...SILÊNCIO.



PERDIDA,fiquei na CANÇÃO.
O silêncio é tão somente meu.
E, na saudade,da saudade,das saudades todas... mesmo as vãs.

Tata Junq

Momento Reflexivo: Autenticamente, Yara.


Não consigo ser rio manso,nem sequer sereno.
Sou cascata que jorra sem parar.
Despenco,inundo!
Assim sou emoção!
Assim sou poesia.
Assim sou águas de mim,e me afogo e reluto em lago formado e profundo.
Autenticamente, Yara.
À sombra,em calda,sendo peixe,canto.
Metade humana,metade sereia,num todo,vão.

Tata Junq

domingo, 10 de novembro de 2013

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Do Projeto, Palavras ao Vento: Pensando cá ...







"Pensando cá com meus botões..."
Vezes, um pequeno e singelo gesto, surpreendem ... e torna alguém contente.
Há tantos desperdícios de palavras ... muitas vezes ...
Vezes, basta um olhar gentil,um abraço,um" muito obrigado"...uma "flozinha"...pequenos detalhes,que fazem de alguém,uma figura ímpar.
Acarinhar a alma é um bem.
Generosidades,são estímulos!
Deixo meu apertado abç!
FDS feliz a tds vcs!!!
Tata Junq

Do Projeto,Pensamentos ao Vento! Maria Fumaça.


Na cadência dos trilhos,vou.
Qual "Maria Fumaça",trem monótono e antigo.
Fechei os olhos por temer os abismos.
E os dormentes dos trilhos,apodrecem ao longo do tempo,desgaste da vida.
 Prossigo na linha,reta,sem desvios...

Tata Junq

Do Projeto,Alma Feminina:Procuro-te.




Eu te procuro em cada olhar,que cruza o meu.
Eu te procuro em cada rumo, em cada esquina, em cada canto.
E marejo-o,confundido na chuva,que lava minha alma,sombria e solitária.
Eu caminho a passos lentos.
Nem sei mais,se na busca da entrega.
Não sei mais,se de ti,sonharei doação.

E, não vens...
E, não me tens, a não ser por ti,procuras.
Não sei se existes.
Não sei se chegarás.
Não sei, se já te perdi.
Meu olhar agoniza,olhando pés cansados e molhados ....
Reclino-o,porque penso que cansado está de estar perdido,em meio à solidão.

( Uma Alma Feminina)
Tata junq

Do Projeto, Alma Feminina: Tornou-se breu.



Os olhos ardem ao olhar a tela ...
E somada à irritação do olhar intransigente, mora uma alma irritada também.
Hoje estou sem graça.
Muitas coisas perderam a graça ...
As palavras apelativas que leio, irritam-me também.
Quando a paixão coloca freios, nada recompõe.
Eu quero mais,além.
Eu quero mais que  isso ou aquilo outro...quero profundidades.
Meu olhar hoje é exigente.
Minha boca cospe exigências emergenciais.
Meus dedos teclam meus desejos, nada superficiais.
Como se pintassem uma tela,delineio um rosto que não existe mais,mesmo estando diante de mim.
Borrou no tempo das ausências, e não há tintas para restauração,capazes de o tornar belo, ou humano.
Fugiu no tempo do abandono,perdeu-se,desbotou-se.
Meu olhar perdeu a cor-do-amor.
( Porque não era amor.)
E na rosa-da-manhã,rubra, meu corpo rumou,livre,desta paixão sedutora.
Acabou o encanto!
Volito livre em cada palavra,qual pincelada,que breu,fez-se.
(Hoje, realmente sei,você morreu.)

(Uma Alma Feminina.)
Tata junq

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Do Projeto,Palavras ao Vento: "Dança",quem não dança!!!!


NA DANÇA-DA-VIDA,QUEM NÃO DANÇA, "DANÇA"!!!!!!!
Sacou?!
Bom diaaaaaaaaaaaaaaa!!!!
Com chuva ou sem chuvas,com Sol ou sem Sóis,com vento
ou sem ventos ...só não vale é: SEM MOTIVOS!!!
Tenham cem ...mil...milharesssss....
SEM MEDOS!!!!!!
Carinhos costumeiros,
Tata Junq

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Do Projeto, Palavras ao Vento: Conjecturas de uma manhã ...



A vida tem dessas coisas interessantes... um fluxo de pessoas ,qual trânsito pesado,das grandes cidades.
E elas vem e vão ... assemelham-se às ondas do mar,contínuas.
Umas invadem sem precedentes ... outras arrebentam-se, na fúria,outras são mansas...mas todas acabam perdendo-se ... e, nunca serão as mesmas.
Nada é igual. Nada se repete.
A cada dia, perfis diferentes... e aquelas surpreendentemente, que mudam.
Mudam?
Ou não damos conta disso... que são o que são.
Surpresas,sempre.
É preciso ter cartas nas mangas,como os mágicos ilusionistas.
E,oferecer alguma,num dado momento.
Solução?
Sobrevivência?
Ahhhh...as pessoas!
Tão surpreendentes!
Diria que incógnitas!
Boa vontade tenho para tentar entendê-las...mesmo diante de surpresas desagradáveis.
Vezes,aborreço-me de fato.
Deixar viver!
Este é o lema.
Mas não posso deixar de acrescentar, que viver implica em responsabilidades.
Somos seres sociais,e fazer parte de um sistema cultural,exige-se comportamentos e adequações.
Não podemos rotular...mas caráter é tudo em um ser.
Perfeito ninguém é. Mas dignos, todos deveriam ser.
Dignidade e caráter andam juntos,não há como separar..ou se tem,ou não.
Ahhhh...as pessoas!!!!
Fato:enquanto vivo,aprendo a aprender.
É-me, ainda,uma tarefa difícil.
Sinceramente, há pessoas que não são dignas, nem de nossos pensamentos retaliativos.
Bem isso!
Fecho a pauta,passo a régua!
( Numa manhã ...num lugar chamado São Paulo, Brasil.)
Tata Junq

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Poetando na prosa: FAKE. (Conceituando.)



FAKE

O que não,

o sentido,
senão,
o sentido de.
Sentiram sua falta,
mesmo lúdico,
mesmo inverdade.
Na  mentira
sua presença.
Na verdade,
sua ausência.
Na verdade das verdades,
criador,
fez-se criatura.
( Ilícita)
Brincou de vida,
abordou vidas,
fomentou
sonhos,
e os
carregou..
Como
açoites,
dilacerantes,
deixou marcas.
Roubou cenas.
E,
não mais que de repente,
assim como veio,
e de onde veio,
transformou-se,
num 
absoluto e
intransferível.
nada.

Tata Junq


Poetando & Projeto: Alma Feminina: Lamentos.





Perdi a fala, 
perdi o gesto
e
no
contra fluxo,
arremesso-me,
ao
sabor
do
vento.
E,
consigo apenas,
uivos
de
lamentos.
La-men-tos...
L-a-m-e-n-t-o-o-o-o-o-s-s-s-s-s-s...

(Alma Feminina)
Tata Junq

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Do Projeto Palavras ao Vento: Desabafo.

Gostaria de comer flores do jardim de minha avó!
Ou da mamãe!
E,cantar disfarçado ...disfarçando...como fazia,menina especial que fui,traquina, de mente aguçada e investigativa.
Hoje cuidei das flores,para que não morram ...e engoli meus ais.
Cresci!
E,crescer,dói!
Tata Junq
(Direto do Face ...para o Projeto: Palavras ao Vento ...que desenvolvo...)

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Do Projeto, Palavras ao vento .... Recado dado!




Bem eu..essa "mulekinha" ...rsrs
Eu ACREDITO em BORBOLETAS,mesmo sendo efêmeras!
Em fadas,duendes,elfos ... que aguçam o meu imaginário ...tb.
Só lamento, não acreditar em palavras ilusórias, vãs ..e em gente,que toscamente,mente.
Affffffffffffffffffff ..cheguei "chegandoooo" ...kkkkk..
"Minha língua não tem osso!!!"

****BOA NOITE, criaturas-amigas-do-bem!!!!!
JUNQ

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Poetando a vida ...





No fundo do poço,
água.

(Minha boca é sedenta.)

Pela frente,
estrada.

(Solidão,arrastada.)

Não buscarei mais
os
porquês.

Este peso,
que carrego,
já me basta.

Tata Junq

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Poetando: Um querer.



Queria,
querendo muito,
suas digitais
unidas
às
minhas.
Numa confluência,
generosa,
qual
rio

mar.
E
no
tempo,
coração-solo,
fincar,
perpetuar,
o
amar.

Tata Junq

Do Projeto:Palavras ao Vento:Abrigo,desabrigo ...ou, o quê?

A NATUREZA é exemplo ... vida & vida.
(Foto)
Nós também podemos ser suportes,abrigo e, ou depositários,ou desfrutador de.Tudo depende de escolha.Para isso vale-nos o livre arbítrio.
Mas vc há de convir comigo, não podemos ser "peso",nem tão pouco termos a obrigatoriedade de sermos abrigo,a quem não nos acrescenta e nos suga como parasitas. Questão de sobrevivência, e amor próprio,creio.
Pensemos,repensemos ...
(Apenas sugestão.)
Bom dia,a todos!
Namastê!
Tata Junq

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Musicando & Repensando: Dia de toda Criança.




You Raise Me Up

When I am down and, oh my soul, so weary;
When troubles come and my heart burdened be;
Then, I am still and wait here in the silence,
Until you come and sit awhile with me.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


There is no life - no life without its hunger;
Each restless heart beats so imperfectly;
But when you come and I am filled with wonder,
Sometimes, I think I glimpse eternity.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

Você Me Eleva

Quando estou triste, e minha alma, está cansada
Quando os problemas fazem o coração pesar
Então, eu paro no meio do silêncio até que venhas ao meu lado sentar
Até você vir e sentar-se por um instante comigo


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Não há vida - não há vida sem este desejo
Cada batida do meu coração tão imperfeito
Quando quando você chega e eu me espanto
Às vezes, eu acho ter vislumbrado a eternidade


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar
********************************************************************************************


Tomara que haja ombros-sustentáveis,mãos,braços,
abraços,carinhos,amor ... que as levante e conduza...na trilha do bem. Uma voz-menina,tão rica e bela...
Vou deixá-la em homenagem a todas as crianças ...pelo dia oficial delas.
Hoje não quero falar de tristezas sociais,nem do passado, nem do futuro ...nem de direitos e, ou deveres.
Quero apenas o registro da sensibilidade ...que cabe às almas ...
"Você me levanta ..."
Atitudes,agora!!!
Tata Junq

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Do Projeto:Alma feminina: Estrada que me conduz.



Meus olhos perderam-se no vácuo... como se uma estrada estivesse à minha frente,ela é sombria,o chão é áspero e pedregulhoso...
Assim miro o futuro, no estreito-olhar míope de agora.
Coração sai pela boca e quer adentrar ao peito,relutante.
Dói bastante. Dói a dor. Dói o fluxo, relutante também.
Tudo em mim reluta,por ou não sobrevivência...
Embates.
Se vou,dor.
Se fico,dor.
Eu só queria amor!
Uma mão estendida,mostrando-me uma direção.
Quem há de querer sofrimento,comigo?
Então respiro fundo, e vejo que a estrada é só minha e de mais ninguém.
E tenho de selecionar meus pertences, desapegar-me à tantas coisas.
A bagagem não pode pesar tanto.
Nem de mais, nem de menos.
No fundo, bem lá no fundo,tenho discernimentos.
Sei que,preciso lutar.
Sei que não posso mais perder"pedaços"de mim ...e nem olhar pra trás ,os que já foram e apodrecem ...
Se há pote de ouro, no horizonte, não sei.
Mas farei contornos pra beber água de fontes seguras.
Não estranhe, se um dia eu levitar.
E se me ver volátil,é que deixei o que restava,um pequeno saco,que guardava e adornava,a dor.
Vire-me cinzas!
Por que estarei numa estrada suave, de volta pra casa.
Não chore, não te desejo dor.
Sorria!
Eu ganhei a LIBERDADE.
E, não perdi a essência do amor.

( Uma alma Feminina)

Tata Junq    

Do Projeto:Palavras ao Vento: Manhã.





Bom dia,Dia!
Bom dia,VIDA!
Bom dia, Sonhos!
Na manhã, fria,chuvosa,mágica ... há sentido.
A vida flui ...e estamos "acordados"!
Boraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...miguxus(as)!!!!!!
Tata Junq

domingo, 29 de setembro de 2013

Musicando a madrugada: Feeling Good/ Nina simone


Feeling Good

Birds flying high you know how I feel
Sun in the sky you know how I feel
Breeze driftin' on by you know how I feel

(refrain:)x2
It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me
And I'm feeling good

Fish in the sea you know how I feel
River running free you know how I feel
Blossom on the tree you know how I feel

(refrain)

Dragonfly out in the sun you know what I mean, don't you know
Butterflies all havin' fun you know what I mean
Sleep in peace when day is done
That's what I mean

And this old world is a new world
And a bold world
For me

Stars when you shine you know how I feel
Scent of the pine you know how I feel
Oh freedom is mine
And I know how I feel

(refrain)

Me Sentindo Bem

Pássaros voando alto, você sabe como me sinto
Sol no céu,você sabe como me sinto
Briza passando,você sabe como me sinto

(refrão)x2
É um novo amanhecer
É um novo dia
É uma nova vida
Pra mim
E estou me sentindo bem

Peixe no mar, você sabe como me sinto
Rio correndo livre, você sabe como me sinto
Florescer na árvore,você sabe como me sinto

(refrão)

Libélula ao Sol,você sabe o que eu quero dizer, não sabe?
Borboletas se divertindo, você sabe o que eu quero dizer
Adormecer em paz ao fim do dia
Isso que eu quero dizer!

E este velho mundo é um novo mundo
E um corajoso mundo
Pra mim

Estrelas quando brilham, você sabe como me sinto
Aroma do pinheiro, você sabe como me sinto
Oh a liberdade é minha
E eu sei como me sinto

(refrão)


*** Tem sentido!
Junq