sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Pensamentando: Guri.( Carta indireta )





Queria escrever algo tocante,coração assim-assim:amor.
Mas somente consigo brincar com a dor.
Nem saudades quero sentir.
(Nada de  fomentos-ilusórios.)
Passado,inglório!
(Escuto Bon Jovi ...Litle City)
Minha cidade continua grande,violenta ... chove e abriga-me,generosa.
Ainda resido em Sampa.
A tua?
Nem sequer conheço ...vi no mapa.
Espero que tenhas abrigo pra teus sonhos, e te baste.
Na distância, todas as distâncias.
Pena!
Deveríamos cultuar amizade-bacana ... nem isso sobrou.
Pena!
(Novamente,lamento.)
E pensar que ficou um débito,bailar!
Não gosto de ser devedora ... rsrsss ...
Acho que libertei-me das dores nos pés,possíveis.
(rssss ...pisoteamentos previsíveis ...)
E, a VIDA,segue seu curso,como um rio,caudaloso,profundo.
Sigo sem tua companhia,você sem a minha ...
Sensação,vezes de estranheza.
Paradeiro?
Eu ainda curto um bom rock,sushi e continuo detestando carne.
Amo amar,amo cantar,dançar,viajar(mesmo por hora impedida) ... E,falar(embora tenha ultimamente,buscado o silenciar-necessário-reflexivo) e escrever ... Sorrir,também.(Meu passaporte,intransferível e carimbado.)
Mas acho que não faço parte de tuas lembranças,sequer.
(Assim como fazes parte das minhas.)
Fazer o quê?
Tempos de reflexões ... mais profundas ... quando somos pegos de surpresa,pela falta de saúde ...
Sem desistências ... meu "barquinho-frágil",ainda desliza no RIO.
Se cabem sonhos?
Nem sei responder ... tudo é tão incerto.
(Midnight in Shelsea ...bom balanço ...melodioso ...)
Melodiosa é a vida,valseante!
E navego,valseio,no tempo que me cabe ... sem mágoas ...
Cabem no coração,somente saudade e um respeito profundo por ti, Guri!
(It's Just me)
Se acaso encontrar-me na tua telinha,num dia qualquer ...deixo o registro de: boa sorte,sorrisos, minha saudade....e ternura profunda.

Tata Junq,
a Nenem.
Enviar um comentário