domingo, 9 de dezembro de 2012

Momento Reflexivo: Perdoa-me!









Coração exposto, faz sentido?         
Quando fala,atinge ouvidos?         
Surdos!          
Surdos!                   
Surdos!           
O meu gagueja,meio que depressivo ... sem pressas ou sentidos.          
Quem tem a bondade,para apreciar, um canto-gemido?         
Gago-cantor!          
Na melodia suave,arrítmica,sem ressonâncias,torna-se, nostalgicamente, sem ecos.         
Portanto,se  não escutas ... sua surdez é perdoável.          
Tudo na vida é perdoável ...                                                                                                           
Perdão!         
Perdoa-me por amar no silêncio,por hora.                       
Perdoa-me pela humanidade,frágil.                                            
Perdoa-o,se o fiz calar.                                     

Tata Junq            
Enviar um comentário