domingo, 25 de novembro de 2012

Poetando: Apenas.







No céu,
rosas bordadas.

No chão,

estrelas douradas.

Assim,

tão calma,
clara visão.

Na mão,

sonhos-vertentes,
soprados
ao vento.

Se aos céus,

se ao chão,
- não sei
onde serão
depositados.

Assim,

hora
tão calma,
sorrisos
no
coração.

Tata Junq


(12/11/2012)
Enviar um comentário