terça-feira, 9 de outubro de 2012

Projeto Palavras ao Vento: Um amor.




Perdeu-se nas entranhas do tempo,numa demência sem fim.
Não sabendo de seu começo,perdido no meio,sem prenúncios de imposições futuras,
postura de um amor,já sem dono,sem cor,sem rosto.
Na miséria do abandono.

Tata Junq
Enviar um comentário