domingo, 2 de setembro de 2012

Momentos Reflexivos : NINHO.



NINHO


Rompe do peito,assim, tão luz...

Na certeza, numa limpidez absoluta ... clara visão, meu "coração".
Ele rompe de raízes tão profundas ... meu ser.
Frágil,mas luz.
Abrigo,sempre,como ninho,amoroso,acolhedor a toda e qualquer criatura.
Não quero falar das tristezas ... quero falar de minha construção.
E, serei eternamente agradecida às pessoas que me ensinaram  e ensinam lições. (Duras ou mansas lições.)
Cresci na marra! Cresço ainda ...
Na solidez de um corpo que  anuncia-se,em limitações... (ele vai parar um dia...natural que aconteça.) ainda teima : poeta e gentil...lírico e bondoso.
Não guardo mágoas ... procuro entender que todos fazem suas escolhas e acertos... assim como fiz de meus atos, os sequenciais de fatos .E ainda faço, numa consciência clara.
Não nego que gostaria de abrigo,amoroso,também.
Estou saudosa das conversas,à janela, com minha mãe... era hábito ... ela "esculpiu"-me, aos poucos ...abrandou minhas rebeldias... mostrou-me caminhos do perdão, tão necessários ...
Começo por aprender,perdoar-me.
Acho que ainda não é tarde.
Amar, este é meu dom...inviolável.
Um solidário-amar ... mesmo em  momentos de dor.
Num cabe no peito, desamor.
Num cabe ...

Tata Junq


Manhã de setembro ..."madrugada-reflexiva"







Enviar um comentário