quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Momentos Reflexivos: Homenagem Póstuma & Constatação.



A brisa leve sacudiu flores,meigamente,as depositadas no chão...
Primavera ou outono?(Perguntei-me.)
Na verdade,verão!
E a brisa é convite a afagos,refrescantes,ao meu ser em desatinos e desalinhos.
Como sonhar e respirar,simultaneamente?
Como ousar voltar os olhos em sua captura?
Sei que passa e me vê!
Eu sorrio para seu sorriso.
Eu aceno pra retribuir seu aceno.
Na recordação...estive na janela do tempo,como literalmente ficava,na espreita de sua passagem.
(Doce olhar-encanto).
O primeiro amor,não se esquece!
Assim,como o primeiro sutiã!Hahahaha ...!!!!
Música de registro,de uma época tão distante,  que nos aproximou por instantes,mágicos,em entregas de olhares. 
Foi bom!Ternura e excitação.( Mãos suadas, coração descompassado...) 
Mudanças comportamentais.
Está tão longe este romantismo. 
Vezes é bom,atravessar a ponte e resgatá-lo. É um convite.
Alma romântica num perde a essência...
(E,pede passagem.)
E hoje,é tudo tão diferente.
Poxa,que atestado de "veisse"!!!
Sorrio!
E a brisa-morna,sopra minh'alma,e a varre, qual flores jogadas ao chão,num grande verão.
(Só o outono,em mim.)
Eu existo,no mundo-de-mim ... assim tão ternura e sem fim...
E acordada espio com olhos atentos,sem perder sanidade,o amor que resiste em mim.
E,creia,é bom ser assim...
Amando,amar. 
Amar,amando.
(E,não perder a identidade com o tempo.)
Sou uma eterna romântica!
Mesmo!



Tata Junq




Enviar um comentário