terça-feira, 5 de junho de 2012

POETANDO: CARAMUJO-CARACOL, MOSTRO-ME.


CARAMUJO-CARACOL

Lentamente,
lentamente,
mostro-me.
 E, vou.
 E, vou.
 E, vou.
Indefinição
de
ação.
Razão?
Emoção?
Lesmerantemente,
caminho.
Destino?
Ao acaso.
Quando
preciso,
escondo-me,
e
adormeço.
Deixando
sutil
R-A-S-T-R-O.

Tata Junq

(03/03/2012)
                        
Enviar um comentário