domingo, 3 de junho de 2012

Poetando às avessas: Verbos auxiliares ( E viva a gramática!)









Com todas as virtudes e enganos ...


Amo!
Amo!
Amo!


Ser,
estar ...
permanecer
ou
ficar,
continuar ...
verbos
auxiliares
do
amar.


Estou amando,
permaneço amando.
continuo amando ...


Sou amor,
na 
plenitude
do
AMAR.


Amo!
Assim
tão
fácil.
Assim,
tão
belo.
Assim
tão
gramatical.


Sem escolhas,
o
amar,
em atos..


Amar,
amando.


Tão simples
assim.


Tata Junq










*** Então ...por horas fotografei, filmei as danças dos pássaros ...em busca do néctar oferecido.
Nenhuma resistência por parte deles ...
Nem se importaram com minha presença ...


Vezes...precisamos nos lembrar, que amar é bem isso ...viver no anonimato, sem esperar retornos ...
Possível?
Somos seres humanos, terrivelmente egoístas ...
Amar: a quem?
Amar sem escolhas!
Teu irmão, teu semelhante, teu "inimigo" ...
Tarefa não tão difícil...trabalhosa, porém ... em aprendizagens.
O Tempo-vida, ofereceu-me oportunismos do amar.


Amo porque amo!
Sei ser, sendo, amor...somente.
E nenhum arrependimento.


Tata Junq
Enviar um comentário