segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Poetando às avessas : Linguagem Informal, pensamentando ... "Te" informo.



INFORMALIDADE


Te abraço,
em despedidas ...


Te desejo,
lamuriando ...


Te penso,
sombria ...


Te amo,
sem
lutas ...


Te busco,
qual
história,
sem fim
ou,
começo.


Te sigo
no
tropeço,
em
quedas.


E,
lamentando,
adormeço.


Pra acordar,
do
avesso.




Tata Junq
Enviar um comentário