quarta-feira, 15 de junho de 2011

Poetando às avessas! Momento-tormento!





(Entre céus e céus,
céus!
Anjos!
Espiam-me.
Decerto!)  

Quem
tornei-me???

Entre almas e terras, 
inferno! 
Demônios  
meus!      


E grunho,  
qual bicho!  
E sou   
sombras-tormentas!     


Lado      
do   
avesso,  
enegreço!  

Sem sóis!      
Sem sorrisos!    


Perdi      
a calma,
perdi  
a alma,     
em   
momentos.  


E,  
responsibilizo- 
me!  


Do abandono  
a  
descrédito,    
definhei, 
desarmonizei,  
entristeci.  


Em negras asas,     
rompi,       
amarras.     


E guturalmente, 
digo:   
chega!      


Não mereço!    

Nada dígno!      

Nada  dígno!   

       (E-N-E-G-R-E-Ç-O!)   


Tata Junq


*** E lembro-me da frase :"Não trate com prioridade, quem te trata como opção!!!"
Enviar um comentário