quarta-feira, 29 de junho de 2011

MOMENTOS REFLEXIVOS & PENSAMENTAR: DORMINDO COMIGO.



Na desordem de mim ...deitei-me.
Metade de mim num canto, a outra também.
Uma sonhava, num sono induzido, necessário. A outra teimava em permanecer acordada.
A relutante,pensava e chorava.
Na fusão de mim, amanheço inteira, dividida em pedaços.
Incoerentemente,sou tão abastada de vida, ainda.
Permaneço.
Aprendendo a Arte de Viver,amanheço.
O vento sopra lá fora ... mais forte hoje.
Faz frio ... e vejo as roupas balançarem no varal ...
Penso ser assim, os sonhos ... sacudidos, balançados ... porque são só sonhos ... exclusivos, escondidos num quintal.
Da janela entreaberta, entra o frio do momento ... e toda eu, choro.
Volto o olhar para o gradio do muro do quintal,ele me cerca. Protege-me? Aprisiona-me?
Mais que ele, as amarras internas, sufocam.
Elas tem nomes claros: dúvidas.E elas são dívidas.
E no livro contábil ... preciso debitar uma a uma ... no tempo que me cabe, incerto e marcante-opressor.
Só não falta: amor! 
Juntando as metades, sei apenas que insisto em ser amor.
Embora na tristeza, meus olhos alcançam todas as pessoas, com amor infinitamente bondoso ... e como todas as manhãs ... eu resgato uma a uma ... gerando energias vibratórias.  
Saio de mim, busco um você.
Corri no tempo... sempre há tempo, no tempo -memória.
Hoje resgato, gratidão. E creio.  
Creio que estamos sempre aprendendo grandes lições.
A vida é um grande tratado.
A minha, tenho certeza, não passará em vão. 
Eu vigio, para tornar-me um ser melhorado.
Errando muito, sabendo tão pouco,viver tem sentido.
Manhã de um dia, que será ontem , amanhã. 
Tão somente?!  
Não! 
Marcante e marcado a cada segundo, na responsabilidade da construção ... minha , tua, de todos ... meu (minha)leitor(a).
Só sei, com largo sorriso-d'alma:ser amor!!! 
Graças! 
Bem digo, graças! 
Bem digo, oportunidades! 
Bem digo, amigos! 
Bem digo,VIDA!  
Bem digo, ALEGRIAS! 
Bem digo, DORES!  
Bem digo, COSMUS!  
Bem digo, CHANCES!!!  


BOM DIA, MANHÃ FRIA!!!  
Bom dia a você, quem fôr, como fôr ...onde estiver. 


NAMASTÊ!  


Tata Junq   

terça-feira, 28 de junho de 2011

Poetando & Desestruturando; PUDERA!! AVESSO DO AVESSO DO AVESSO!!!!




Tablóides,  
Tabletes,   
desordem,   
omeletes!   


Bancadas,  
pancadas,  
trincas 
de  
vasos!     


Besteiras
asneiras,  
asas  
sem   
eira  
nem   
beira!   


Cabeça   
de  
bagre,   
espada  
de  
sabre!  


Blá,  
blá,  
blá!      


Blé, 
blé,    
blé!   


E   
overdose  
de  
café!   


Hé!  
Ré!  


DORMIR!     
Ré,   
Dó! 
REDOBRAR!   


E,   
CALAR!   


Tata Junq   

Poetando & Desestruturando: momento-solidão.











Na ilha perdida,
solidão. 


Bem lá,  
está
depositada  
a  
vida.    


E bicho-felino,   
tateio    
o   
chão.  


Farejo  
o   
vento  
na  
contra-mão.  


E  
durmo  
dores.


E  
sonho 
asas  
ao  
vento, 
libertação. 


No  
labirinto, 
na  
contra-mão, 
dou   
costas   
à  
ilusão! 


Bem  
na 
cova  
f    
u  
n  
d  
a    
depositei   
meu   
coração.  


Tata Junq   

segunda-feira, 27 de junho de 2011

PENSAMENTOS ESPARSOS / MOMENTOS



Penso que:é preciso CORAGEM, sempreeeeee!!!!!


Entre a tristeza e o sorriso, somente pacificação, necessária.
Entre o sonho e a realidade,somente a consciência, necessária.
Enquanto a vida flue,como se fôsse alheia a tudo, o tempo é determinante, no processo: coragem.

Tata Junq

sábado, 25 de junho de 2011

Momentos Reflexivos. & Pensamentar (Projeto "MOMENTOS")




 Se sonho é nascido, é pequenino, miúdo, pra não deixar marcas-do-engano.
Minúsculo, qual bebê imaturo, na estufa da solidão ...por ser tão meu, gerado e gerador.
Sonho-sonhado (assim tão redundante), que foi mil vezes amado(assim tão , hiperbólico), cuidado, querido (assim tão amoroso)... gerado: dia e noite (sem ser antítese).
Vingou!
Cresce lentamente agora, (assim tão metafórico), qual andança de caramujo, levando sua casa-casca.
E já pesa (assim tão metonímico), incerto, sem medida justa, constatação:insegurança.

C'est la vie: l'incertitude, toutefois, plein!

É a vida:indefinição, porém, plena!

Tata Junq

sábado, 18 de junho de 2011

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (6) & FOTOGRAFANDO






Quando o momento basta-se! Assim mesmo, a si mesmo, redundante: amor de vó e netas, VIDA - DIVIDIDA!  

Tata Junq

Pensamentando: Aviso! ( rsrssss ...)



Esquece a calma, apressa-te!!! (...rsrss ...)
Tão óbvio: segundos, são minutos,minutos são horas. Horas ... são vida.
O relógio-da-vida urge em tempo, na medida exata, que se dá.
Aproveita o teu segundinho, pode estar nele, toda a medida da felicidade. Não importa o quando e o onde e ou,com quem ...

Façamos acontecer!!! Não disperdicemos alegrias e felicidades ...
O "conselho" é gratuito, na medida de minha responsibilidade, e em tempo ...de digerirmos, uma verdade. (..rsss...)

Tata Junq

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (5)

Uma viagem, começa com um simples "passo" em busca do onde.
É questão de querer e poder, poder.


Tata Junq

Poetando às avessas! Acaso?




Sutilmente,
a
mente-dormente,
revela:  
chão, 
onde
piso,  
barrento,    
sedento
de
amor.


E no 
caminho, 
perco-me,  
do  
atalho  
da  
dor.  


Gerando  
energia,     
fugi da  
nostalgia ...


Centrei,
somente:  
amor!  


E  
escapoliu, 
a   
dor!   


Mente,
não
mente,  
é  
semente  
germinada,  
estocada.  

Registro  
do   
acaso?  

Tata Junq  

Momentos Reflexivos / Poetando: Efêmera.



Efêmera,
tal qual
borboleta,
voarei
um
dia,
entre
Sóis,
Girassóis.
E,
dançarei
o
último
tango,
de
amor.

Tata Junq

quinta-feira, 16 de junho de 2011

PENSAMENTANDO & VÍDEO :MULHERES, DEPENDENTES EMOCIONAIS.




Em desalinhos,mortificadas pelo  horror, dos descasos ... buscando, inconscientes, o atalho da dor, conceberam em suas vidas a opção : Mal- de -amor! 
Mal-de-almas! 
Lá vão elas ...
Falo de Maria Joaquina, que poderia ser Tereza, Angelina , Mara ...
Todas doentes de amor. 
Amor que não tiveram, em certezas ... e   hoje perdidas estão em "apostar no outro", sendo sombras dos outros.
Sim, as sombras-alheias!  
Porque não se objetivam, objetivam os  outros ... não se priorizam, priorizam os outros ... como muletas pro existir. 
Maria, ama João.   
Coitada da Maria!!!  
Por amar, João ? 
Por respirar dia e noite, João!  
Por viver João, tão somente.  
Mulher-dependente!   
E, quantas e quantas e quantas ...  estão doentes?!!!   


*Há  tentativas de curas e conscientizações ...
       Há lugares pra apoios...grupos de apoios ...

Existem grupos de ajuda como as Mulheres que Amam Demais Anônimas (MADA) que acolhem e ajudam na recuperação de mulheres com dependência emocional.

Tata  Junq

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Pensamentando: PAPO-CABEÇA, SEM CABEÇA!!! KKKK




Serenai, coração ... com todo apelo da razão,ainda há emoção-dividida ... é o fluir da vida ...
Quem se atreve a dizer que o racional domina o emocional, de forma absoluta? Ou é o contrário?Ou, n.d.a?
Assinale a alternativa correta!!!!
Acredito que não sejamos máquinas programadas ...
Ahhhh ...e quer saber? Adoro ser emocional!!!!
E não estou preocupada com números estatísticos ... e quantos por cento das quantas ... rssss ... mas já sendo ... rsrsss ...
Ao nascer, chorei ... se de choque com a vida, não sei ...
50% emocional?
Protesto e medo?
50% racionalizando o fato, que deveria permanecer no protecionismo do útero materno?
Inteligentemente somos capazes de ponderações e buscas de equilíbrios. Nem a mais, nem a menos.
Somos,sim.
Pousamos de bestas e vamos pra analistas ...(deixa minha terapeuta saber disso ...kkkk)
Mas o que é a vida?
Sem filósofos!
Sem teólogos!
Sem monólogos!
Vida é fluir ... e cabe a cada ser "vivente" e não,  "morrente" ...rssss ...
E hoje, eu estou mais para espirituosa, que espiritualista ...rsrssss ...
A vida é o teu tempo, o meu tempo ... um até quando.
Estou tendo um "tempo-de-garantias"... rsssss ... quando vence, não sei ...
Mas quero sentí-la, doce ou fel ... sem paradoxismos- racionais-existenciais.
Quero abraçar todos os sentidos, permitir-me ser emoção, dividir emoção, dividir "coração" ... assim mesmoooo ...tão sem razão!!!
Quem pega rabeira neste "rabo de foguete"???
É subir aos céus ... e,ou pousar, no inferno! Sem meios-termos!
Arriscar ou largar!
Hahahahaaaa ...
TRESLOUQUIAR!!!!
Acho que "veice" tem disso ...garotice, também...meninice, também ...rsss ...e pós "infartite", também...
Quero estar de bem com a vida, que ainda me cabe.
Estou ainda sorrindo pra morte, mostrando-lhe a língua!!!
Tipo: vá te catar!!!!!
Bom gargalhar na emoção de ser ,ainda, mortal ... e ser , ser-vivente, ainda.
Num "morrendes" antes da hora , não, vá?!
Só na hora exata, que te couber.
Como diz a canção ..."há tanta vida lá fora ...e aqui dentro ... agora,como uma onda no mar ...como uma onda no mar ...nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia ... "
Quando vejo,que estou prestes a escorregar em desistências ...vem à minha mente, esta canção.
Há vida lá fora!
Há vida aqui "dentro", abrangente, emocional ou racional, ou ...os dois valores em equilíbrios ou desiquilíbrios ... mas
há!
VIDA NÃO PODE SER DORMENTE!!!!
DOR! MENTE!
MENTE QUE MENTE, DORMENTE, EM DESISTÊNCIAS,VAI SE TORNAR, "MORRENTE"!!!!
E, óiiii...isso é racional!!!!! rsrssss ...

Tata Junq

Pensamentando ... SURTOS!!!!! kkkkkk....



Abraçando o sol-do-seu-sorriso,escorrego na canção.
E qual varinha de condão, serpenteio luzinhas ao léu!   
Instantes mágicos de felicidade, que vou    guardar com chaves-poderosas ... 
Caixinha de segredos!    
Sem medos!    
Sorrio também.    
(E sorrisos ... só fazem bem.)   
E tocam sinos-de-Belém, bem-bem-bem!!!  
E passa o trem , que já vem, que já vem, que já      vem!!!!  
Passam os sonhos, delirantes!   
Passam as estações!    
Passam, todos os sentidos ... no buraquinho,    esculturado, fechadura. 
Quem quer ousar, espiar?!
Aviso:   

Pode não!    
Pode não!  
Aqui tem,amor, comprimido!!!! 
E, pode ser explosivo!!!!     

Tata Junq   *rsrssss...   

Poetando às avessas! Momento-tormento!





(Entre céus e céus,
céus!
Anjos!
Espiam-me.
Decerto!)  

Quem
tornei-me???

Entre almas e terras, 
inferno! 
Demônios  
meus!      


E grunho,  
qual bicho!  
E sou   
sombras-tormentas!     


Lado      
do   
avesso,  
enegreço!  

Sem sóis!      
Sem sorrisos!    


Perdi      
a calma,
perdi  
a alma,     
em   
momentos.  


E,  
responsibilizo- 
me!  


Do abandono  
a  
descrédito,    
definhei, 
desarmonizei,  
entristeci.  


Em negras asas,     
rompi,       
amarras.     


E guturalmente, 
digo:   
chega!      


Não mereço!    

Nada dígno!      

Nada  dígno!   

       (E-N-E-G-R-E-Ç-O!)   


Tata Junq


*** E lembro-me da frase :"Não trate com prioridade, quem te trata como opção!!!"

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (4)



Estranhas as sensações, dos limites , impostos a cada ser humano-vivente ...
O que nos basta? O que nos move? O que nos sentencia, privando-nos vontades ou anseios?
Os limites, favorecem-nos, como provocações de "agires", pra nos bastar,saciar e acumular "bens".
E que eles, possam ser, edificações!

Tata Junq


***Linda voz ...lindo,
o querer-sobreviver!!!!!
     Dígno!
    
*** Nas atitudes: o querer e o fazer, complementam-se.

domingo, 12 de junho de 2011

Pensamentando ... ACEITE-ME ...assim-assim!!!!



Dia dos Namorados ...  
(Como se não fossem, todos e quaisquer    dias...)  
Sampa, 12/06/2011    

Manhã fria ... as manhãs tem sido     assustadoramente frias, aqui em Sampa.   
Invernou!    
E, perco-me em pensamentos ..aqui, alí,   acolá. Porque  eles tem endereços, muitos. E, centram pessoas ... tão  distintas, que merecem considerações ...
E, na docilidade, de meu afeto, envolvo-  as ... uma a uma ... (de muitas, tenho       saudades, outras trazem-me      preocupações,outras apreços    momentâneos.)     
É ... vida que flui ... que envolve-nos.       
Meio-dia!        
Nestas horas marcantes e marcadas, lembro-me de minha mãe ... a busca do   Sol, em energias , orações especiais.   
Quantas lições, aprendizagens ...  
Há silêncios aqui em casa ... filhos que   dormem ... descansos necessários.   
Mas há gatinhas, ronronando ... e um  cãozinho sapeca e ligeiro a circular,  chamando minha atenção.  
E a vida dá sinais ... sinais de   necessidades, de sobrevivências. E eu me encarrego de estar, neste momento,   agradecendo todos meus -ais, alegrias ou  sofrimentos ... já vivenciados.  
"Rei morto, rei posto!"   
Hoje?  
Amanheci ... entardecerei , contente ou   triste ... num até quando.   
Só não quero invernos em minha mente,   tenebrosos, frios ou , descontentes.  
Meus pensamentos remetem suspiros-   mornos, amorosamente , atrevidos. Como sempre, atrevidos.
Como sempre, tão íntegros, verdadeiros ...
E também transbordam, medos.  
Mas ... como queria um abraço, agora!
Não deixei de ser humana, em tempo nenhum ...
Sou alma, corpo e consciência ... integração!
Intrigante, integrada, sou!
Leia-me!
Agora, sou tão exata.

Tata Junq

sexta-feira, 10 de junho de 2011

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (3)


Na minha mão, agora, cabe apenas uma caneta ... No papel, desenho palavras , sonho palavras, canto palavras , esculturo palavras, fotografo idéias minhas ...
tesouro incomum, a do poeta!
De minhas palavras, fiz poesia ,
dragão-em-asas!
Fogo e paixão!

Tata Junq

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (2)



Abri meus sonhos, como se abrisse atalhos, na floresta virgem, às machadadas. Destruição total!
Enterrei-os então, pra ver se florescem , novamente, um dia , dando frutos-pão!
Alimentadores, alimentos , e que não sejam em vão!

Tata Junq

PENSAMENTAR : PALAVRAS! ( Projeto: Pensamentos Esparsos) (1)



No silêncio, cabem pensamentos , repensares.
Bom, que não cabem , olhares!

Tata Junq

Pensamentando ...Aceite-me (2 ..rsss ...ou 3 ...sei láaa!!!)

 




Aceite-me, assim:
que, nem , onda remexe,
brisa.

Aceite-me, assim:
canção, morna,
envolvente.

Aceite-me assim:
hoje,
tão palavras.

Aceite-me assim:
tão organizada,
tão suavizada,
docilizada...
outra 
parte
de
mim:
ternura 
sem 







m ...   

Tata Junq

terça-feira, 7 de junho de 2011

Poetando:Grão-você!



AMPULHETA

Desce, sais!
Deslizantes,
frações.

Meu olhar
corre,
desliza,
também.

E,
na
brevidade
do tempo,
um grão
expande-se:
no mágico-sentido.

E,
lá está:
você.

Assim 
doce,
assim 
lindo,
assim 
sorridente.

Tão
alcance,
tão
motivo:
meus
sorrisos!

Tata Junq