quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Pensamentando : Formigas na parede.



Um vai-e-vem rápido,toques comunicativos.
O que tanto buscam?
São miúdas, não consigo visualizar o quê carregam. Sei somente, que são rápidas demais.
As miudinhas-relâmpagos!
Asseguram sobrevivência, não há dúvidas.
Trabalho incansável.Unidas.
Vezes olho, e busco alguma que saia da rota. Nada!
Não há via traçada, mas fazem uma curva sempre no mesmo lugar.
Nenhuma rebelde na contra-mão.
Ai,ai,ai!
Ainda bem que não sou formiga.
Rsrssss ....
Odiaria esse ritual, maquinal,sequencial, banal.
Banal?
Acho que exagerei: nada banal, têm objetivo. Mas rotina ordenada, não dá. Cerceiam a liberdade.
Liberdade, sempre!
Bom ser Tata. Bom viver na oportunidade que me foi ofertada.
Tata não conseguirá nunca, ser formiga, em rotinas.
Tata sempre em busca do caminho, acertando, errando, mas livre em escolhas.
Bem que elas poderiam se enfileirar em outras bandas.
A casa está infestada de formigas.
Vezes, elas andam em mim.
Grrrrr ...Grrrrr ....
Enfim!
Formigas!!!
Nhaccc!!!!

Tata Junq
Enviar um comentário