sábado, 15 de janeiro de 2011

Poetando & Fotografando: IDENTIDADES / DESCONSTRUÇÃO.



Simplicidade,
verdade,
identidade,
da
flor.

Bela,
menina,
sorriso
de
Deus.

Nasceu
sem
aviso.

Inveredou:
forma
de
forma,
na
forma,
do
agora.

Sorri pra ela,
sorriu pra mim.

Sorriu o
Divino,
in gloriam.

Bela,
limpa,
simples,
notória.

Meus lábios
sorriram!

Meus olhos,
choraram!

Meus ouvidos,
escutaram!

E,
constatei:
vivo!

Vive!

Até quando?
Não sei.

Se seremos brevidade?
Sejamos,pois!

Se seremos infinito?
Sejamos,pois!

SEMEADURA

SE
ME
A
DURAS

REPRESADAS.

ESTÁ.
ESTOU.

SOMOS:
CRIATURAS,
NADA
HUMANAS,
AGORA.

Tata Junq
Enviar um comentário