segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Pensamentando com música : somente sentir ... NADA DE ESPELHO.



"Acabamos sempre adquirindo o rosto de nossa verdade." (Albert Camus)


Nada de espelho!
Já me espelho em atos e fatos.
Meus olhos brilham molhados, verdejantes, como sempre e tristes.
Se olhos, espelhos d'alma ...
Olho a parede!
Olho a tela!
Olho  o chão!
Olho a chuva lá fora!
Olho meu rosto,pela alma.
Tudo difuso, já sendo redundante.
Vezes tenho cansaços ... e reluto para não desistências.
Escuto Raul!
... A hora do trem passar ...
E penso ...
Ainda penso ...


Tata Junq
Enviar um comentário