quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Poetando : Nadadeiras n'alma.


Atravesso o mar,
nadadeiras
n'alma,
rabo-de-peixe,
encantada!
Canto!
Canto!
Atrevidamente,
encanto-te!
Encanto-te!
Encanto-te!
E no abismo-amoroso,
carrego-te.
Fundo!
Fundo!
Fundo!
F
U
N
D
O
O
O
O
O
O
O
O,O,O,O,O,O,O,O,O ...
Não ouse, voltar!
Não ouse, quebrar
encanto-do-amar!
Não ouse,
desestruturar,
o
meu
SONHAR!!!!!


Tata Junq
Enviar um comentário