sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Poetando a ARTE DE VIVER!




A Arte de Viver
 cria tintas de borrão!
 Delinia,
 rabisca,
 colore,
 acontece.
 É!
 Na tela,
 veste roupa,
 cria rostos e
 nudez.
 Somos!
 Modelos-vivos,
 estanques,
 no agora,
 nas tintas-borrões!
 E no pontinho,
 minúsculo,
 tá lá,
 escondidinho,
 à gauche,
 um coração!

  Tata Junq
  
Enviar um comentário