sábado, 30 de outubro de 2010

MEMÓRIAS & PENSAMENTAR & POETANDO


(Pra ti, minha avó, Elizíria Andrade Junqueira)

Ternura-sem-fim.
A flor abriu,
linda, linda!
E eu,
gulosamente
a comi.
Assim,
tão simples,
assim tão leve,
assim-assim,
memórias num
jardim.
Jasmim?


Tata Junq
Enviar um comentário