terça-feira, 28 de setembro de 2010

Poetando às avessas! SABE NÃO?


Dorme em mim,
desejos.
Acorda em mim,
dúvidas.
E eu
tateio
a
sombra,
moldada,
no
jardim.
A rosa,
despetalou-se!
Encanto
ao
chão!
Por que
roubou
meu
coração?
Sabe não?
Sabe não?

Tata Junq
Enviar um comentário