quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Poetando, simplesmente. Quero, em tempo!


Quero


Abrigo nos
ventos!
Pra perder-me.


Na distância,
encontrar-me.


Quero,
buscar
no
f
u
n
d
o
oooooooo...
da
alma,
essa
insistência,
que
me leva
a
você.


Tata Junq
Enviar um comentário