segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Poetando & Desestruturando: ANTEVEJO.



Antevejo

Pincelo o chão,
suados passos,
cansados passos,
desnorteados passos,
condensando
 a
 vida ,
 num
 compasso-incógnito!
Curvas,
linhas paralelas,
bifurcações,
algumas tangências ...
E sombra,
sigo-me,
cambaleante,
e o ponto,
final,
espreita-me.
Sem reticências,
coloro,
a
estrada,
de
nuances pálidas.
Morrendo,
morrendo ...
a
dor ...
Acabou!
Despojos
em
cinzas,
sou!

Tata Junq
Enviar um comentário