sábado, 19 de junho de 2010

Pensamentando: Um dia de domingo.


Pensamentando ...é madrugada.
A dor física incomoda bastante ... e estranhamente, dos risos e sorrisos da tarde, verteram desajustes ... que assemelham-se às águas de um riacho,parecendo serem alardes, criando,sequencialmente,correntes de dor.
Eu somo todas as dores, agora.
Somo tristezas, de um não sei onde,de um não sei o quê e que incomodam.
Quero enroscar-me no seu abraço!
E de repente, parece distante e improvável.
Hoje é domingo.
Sem missa!
Sem calmas!
Dói corpo e alma.
Quero porquês!
A dor física consegui por distração ou imprudência, tombei.
A dor interna? Não sei.
Tinha tudo pra ser um grande dia ...mas não sei o que me espera.
Queria agora o seu abraço ... sentir-me agasalhada, segura.
Cadê você?!
Dia de domingo!

Tata Junq
Enviar um comentário