domingo, 9 de maio de 2010

Poetando às avessas.



A fome
do novo,
anula o que
é velho,
encardido.
E num tenaz
gemido,
o estômago dói!
Faz sentido?

Tata junq
Enviar um comentário