quarta-feira, 5 de maio de 2010

Pensamentar:Acordes de um violão!

Eu abri meu espaço, e como num passe de mágica, acordes de um violão!
Procurei mensagem que pudesse talvez trazer esse som ... e nadaaa ...
Mas meu coração o reconheceu " de cara"!
Nem sei se meu coração plasma, na saudade ...
Choro, e a dor da saudade me invade. E eu que pensei em não mais chorar a sua ausência ... agora, recaí!
Mas minh'alma é isso: verdadeira, transparente, nua, crua.
Na saudade, o companheirismo, truncado.
Faz tempo que poema não escrevo. Não sei inventar, sei amar.
Coração-poético é assim-assim:totalmente metaforizado, inebriado,amante,ou eloquente,ou timidamente transparente, ou escondidinho ... mas o que se sente não é invencionice.E vezes, discordo de Pessoa ...sobre o "eu" multifacetado e enganoso ...
Só sei, que esses acordes, sacudiram-me!
A alma chorou, sorriu das lembranças, ora doces, ora amargas, ora tempestivas, ora amorosas ...
Mas pude imaginar suas mãos dedilhando o violão ... E se o fêz, que bom!
Está vivo,produtivo ... Bom "sinal de fumaça"!!!
Obrigada.
T amuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu ... desde sempre, pra sempre, eternamente.
E se o plasmei,ilusoriamente, está feito.
Você ainda cabe no meu coração, nunca perdeu lugar, amigo-fraterno!

Tata Junq
Enviar um comentário