quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pensamentando & Fotografando. E acrescento o vídeo do You Tube.




                                                      (Este é o miguxinhuuuu de casa)

E a vida pulsa!
O canto abastece a alma.
E, a cada manhã, a presença do óbvio: preso mesmo assim.
Não tenho coragem de abrir a gaiola, tenho ciência da limitação que teria , mesmo liberto.
Aqui é Sampa. É a cidade que escolhi, selva-pedra, bela, coerente, incoerente ... como meu coração, que busca a coerência da liberdade,e permanece preso.
Liberdade aos pássaros!
Liberdade ao homem, escravo de suas limitações!
Liberdade a mim, ser que reluta ainda ...que insiste, tendo a matéria debilitada, e alma tantas vezes ferida ...
Liberdade de libertar!
Quem pode?
Quem consegue?
Temos de pagar pra ver!
Consciência tenho: de minha liberdade, ainda , de escolhas. Porque ainda não foi lesada, minha mente.
Então, passarinho-belo, não o liberto, porque você é vida.
Quem sou eu para sentenciá-lo ao acaso, sem ter certezas?
Somos responsáveis também pelos animaizinhos ...aves, felinos, caninos ...em nossos lares, ou fora deles.
Sou grata por seu canto, e pelas "conversinhas" diárias ... ele me ouve atento e responde com seu piar .E nem meu é. É de meu filho, o mais velho. Foi hóspede, depois foi ficando ...
Ele me reporta a um valor absoluto: A LIBERDADE!

Tata Junq
Enviar um comentário