quinta-feira, 11 de março de 2010

MOMENTOS REFLEXIVOS & PENSAMENTAR


Foi assim:

Noites, cheias de
palavras.

Dias,cheios de
palavras.

Em meio ao
rio-de-palavras,
um dia,
pertinho,
seu olhar:
da cor do mar.

E no vai-vem
da saudade,
ele também 
escapole,
qual peixe,
fugidio,
ligeiro,
da rede
do
amar.

Tata Junq
Enviar um comentário