sábado, 23 de janeiro de 2010

Sonhos.




Num belo dia, sonhei!
Sonhei tudo azul!
Orbitei!
Busquei um você!
Estranha sensação ...com o passar do tempo, averiguei que um qualquer você , não veio.
E há de vir? Qual resposta que correio não traz ... fico no vazio de uma ignorância-ímpar!
Olho para trás ... e vejo os sonhos apenas, perdidos ... e pessoas ... que na verdade não couberam nos sonhos meus ... faltou sempre algo pro encaixe total.
Não sei se sonhei errado ... pelo inesperado ...
E quem há de vir?
Já veio?
Não o vi com olhos vias-de-fatos?
Escapoliu?
Deixei no cantinho da espera?
Quem há de vir?
Cavaleiro-andante das armaduras de lata? De ferros?
Qual Quixote?
Serei eu então a Dulcinéia, escolhida?
Ahhhhh ... viver!
Viver esdrúxulo ... estranho ...
E eu, como nos livros, numa linda história que não foi redigida ainda ...já sou personagem!
Romântica, rebelde, sonhadora, uma mistura ímpar!
Ahhhhh ... não quero ser igual Rapunzel das tranças!
Nem cinderela perdendo botas!Porque amo usá-las ... rssss ...
Quero ser plebéia ... num reino sem príncipe encantado!
E, não quero beijar sapos! Rssss ...
Quero beijar lábios sedentos de amor!
E também não vou estar no castelo, nem na praça, nem ... na praia, nem no campo ...
Acho que estarei no metrô! Rsssss ...
E, meu olhar ávido buscará um "ELE"!
Na verdade no num sei onde!
Mas estarei atenta a um esbarrão. Ou a um encontro marcado?
Nada sei , porque não componho a história ... ahhhh ... se tivesse o poder da autoria ... já estaria tudo arranjado.
E feliz te encontraria!
Obra inacabada!
Ainda inacabada ...
E eu não sei?!
Rssssssssssss ...sonhei!
Tata Junq
Enviar um comentário