segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poetar e poetar e poetar ...




A ti.




Se um dia eu perder a visão,
vê por mim!
Se um dia perder a fala,
fala por mim!
Se um dia perder a esperança,
tem-na por mim!
Se um dia perder a calma,
traze-a pra mim!
Se um dia perder o gosto,
tem-no por mim!
Se um dia,
no entanto,
eu fôr,
deixa-me ir!
Virarei ave liberta
no céu!
Alma revestida
de teus encantos,
linda,
sem sofrimento,
sem nenhum tormento.
Voarei,
livre serei!
E teu amor,
eternizarei.


Tata Junq
Enviar um comentário