segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poetando.





Minh'alma
chove,
suaves encantos.
Chove brisa,
chove ventos,
céu e
firmamento.
Chove nuvens,
de algodão doce!
Chove raios,
coloridos de Sol.
Chove arco-íris,
e pote de ouro.
Chove,
chove,
chove.
E eu me perco
em mim, pacificada.
Bom, ter a alma
Lavada!


Tata Junq
Enviar um comentário