segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poetando.






Momentos.


Cansando,
causo
espanto.


Cansando,
enxugo
suaves
prantos.


Cansando-me,
redimo-me.


Então,
durmo
a
tranquilidade
do encanto
que me há ainda.


A vida,
torna-se
expoente!


Tata Junq
Enviar um comentário