segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

MOMENTOS: Meu registro fotográfico & Pensamentar.




Hoje a saudade invadiu meu peito... Sabe aquela expressão? "Do jeito que o diabo gosta"?
Pois é ... aquela lembrança que é doce-amarga, de momento belo e não pleno, com gosto de querer-covarde, com boca- de- silêncio, com lágrimas de despedida antecipada ... com som de bolero, com aperto de mão interrompido ...
Ahhhhhhhhhhhhhh ... agora escuto Lulu Santos e Caetano ... *** " Nada do que foi será do jeito que já foi um dia ...tudo passa, tudo sempre passará ..."
E, os dias correram e correm afoitos ou lentos ...
E me pergunto, até quando?
***"Tudo sempre passará ... a vida vem em ondas como o mar, num indo e vindo infinito ...tudo que se vê, num é igual ao que a gente viu a um segundo ...tudo muda o tempo todo no Mundo ..."
E ... nada que foi, tem jeito ... foi, já era!
***"Não adianta mentir pra si mesmo ... há tanta vida lá fora e aqui dentro ... como uma onda no mar ... como uma onda no mar ..."
Há vida aqui dentro ... há sopro de esperança, de pelo menos, uns segundos, uns minutos, de amor!
Depois ... ahhhh ... o depois ... será como as ondas do mar, sequencial ...
Dói a saudade do ontem, dói a saudade, já, do depois.
Como paralelas, um dia seremos tangentes.
E na linha do tempo, do eterno, seremos, um somente!
***"Não adianta mentir, nem fingir pra si mesmo ....agora ...há tanta vida lá fora ..."
Sempre haverá vida!
Sempre haverá encontro!
***"Como uma onda no mar ... como uma onda no mar ..."


Tata Junq

Enviar um comentário