segunda-feira, 6 de julho de 2009

No mar do meu pensamento. Projeto:Relatos.



O chôro da criança, o colo da mãe, os berros do pai!
"Fotografo" o limite, uma família,a praia.
Os olhos do pensador repassa toda a orla.
Um domingo de passeata, a cãominhada, como a intitularam.Um passeio liberal: homens, mulheres, crianças ... casais, passam e administram seus tempos ociosos e serenos.
Estou sentada num banco e agora o divido com um casal e sua bela filhinha.Comem grãos de milho num pratinho de isopor, já debulhados. Modernidade e comodidades.O Mundo prospera e as mudanças de vida são significativas. A adequação se estabelece, necessária.
Há um fluxo constante de pessoas.É porém, um vai-e-vem lento,calmo.
As pessoas desaceleram. Um ou outro atleta estabelece rítmo cadenciado, forte e necessário à queima de calorias. Justo tais cuidados.
Eu, já andei e sentei. Observar é necessário. Faz parte do meu processo.Universo, incrível, o das palavras...Não importa se precisas ou inexatas.Fluem e tecem qual aranha,o emaranhado,que o olhar, furtivamente rouba: nuances! E o vai-e-vem continua ...vezes com pouca ou muita intensidade.
A garotinha está ao meu lado, curiosa. Sequer imagina o que faço. E nem sabe, que exatamente agora,é fonte de inspiração.É bela e carrega seu cãozinho, senta-se no encosto do banco e canta. Bom ser criança ... baixinho canta uma musiquinha, certamente inventada..."mar azul...mar azul..." Finalmente tivemos uma prosa. July, a linda cadelinha, quis ficar junto a mim, como fôsse velha conhecida ...conversa vai, conversa vem...e comunicação estabelecida.O ser humano é essencialmente social, graças a Deus!...
Avós, netos ... um senhor com sequela física, contrasta com o jovem que passa correndo...
Nossa, o corpo humano é lindo!Visão dos deuses gregos! Garotão sarado, corpo estruturado, lindamente cuidado. E, aí olho os senhores que envelheceram ... e o tempo é impoluto e os castiga. Cruel a vida? Como adequar-se à velhice? Como conceber todas as perdas, administrar limitações, no tempo e no espaço? Conformismos? Inconformismos?Com todos os questionamentos, a vida continua com força, e cada um adequa-se como pode ou queira.
A liberdade do ir e vir é linda! Dimenciona a importância do livre arbítrio, da liberdade que não pode ser ceifada nunca...em canto algum deste Planeta.
O Mundo tem de ser liberto!
O homem tem de ser liberto!
As crianças têm de ter razões para existirem e sonharem.
Há "malucos" na água, que certamente está gelada. Malucos-libertos! Desfrutam da energia do mar.
Eu desfruto o vento, já gelado,e pra preservar minha saúde, vou indo ... retiro-me de cena.
Último olhar ... lancha cortando o mar, navio ancorado, um barco à vela ...
Levanto minha âncora, agora.
Momentos bons desfrutados.
Momentos bons não planejados.
Soltos!
Cabem no mar de meus pensamentos.


Tata Junq
Tata Junq
Enviar um comentário