domingo, 19 de julho de 2009

Momentos.




Queria ser:
Mar bravio,
rebente.
Uma boca,
sem dentes
e sem sorriso.
Uma mão,
nada generosa,
suada e
prostrada.
Um leão,
sem juba
e sem fome.
Uma pimenta,
ardendo em fogo,
renegada.
Mas só sou,
doce alma
penada!


Tata Junq
Enviar um comentário