sexta-feira, 10 de abril de 2009

Não vale a pena... não vale a penaaaa!!!


Sonho
Sonho
Sonho ...
espero
Espero
espero ...
E no compasso
da espera,
a alma
dilacera.
Rasga-se
o tempo,
a era...
Surge,
a fera:
arredia,
impoluta!
Luta?
Reluta?
Não vale a pena...
quando do outro lado,
a alma é
pequena.
Sonho-murcho!
Sonho-murcho!
Vão!
Tolo coração.
Enviar um comentário