domingo, 11 de janeiro de 2009

AMANHECE.



Há música no ar, literalmente. Elas ecoam numa constância ... fazem-se necessárias. Hoje só baladas ... acalma.
Abro a cortina pra constatar o Mundo.Tento sair das quatro paredes.
Há Sol lá fora! E eu, tão no escuro. Estou triste.
Eu já disse: sou águas!
Se valesse um querer ... estaria cavalgando numa pradaria, levada ao vento,liberta das mágoas ...
Vento tocando o rosto, o corpo...com gosto de liberdade.
É triste estar triste.
Só ... caminho.
O caminho é exigente, áspero, empedrado ... e eu me ralo toda.
Caio, levanto, caio, levanto ... e assim vou na minha caminhada. Por hora, ainda só. É um fato.
Quero colo!
Quero colo!

Tata Junq
Enviar um comentário