quinta-feira, 24 de abril de 2008

Um dia tão complicado e difícil...de perdas

Aguardo meu filho chegar. Jovem e tão reponsável, tão amado e tão amigo.
Continuo triste ... é uma tristeza que dói, que machuca.
Penso ... penso ... penso ...
O que leva as pessoas a preconceberem julgamentos, às vezes sem tanto conhecimentos de causas?
Ah, o conhecer ... às vezes pensamos conhecer alguém pelo fato de conviver tempo com ele ... e no entanto, a alma humana possuidora segredos , nem sempre se mostra por inteiro e aí temos surpresas. Mas o que dizer, então de alguém virtual?
As metodologias da Net ... comunicação...escrita . videos, fotos...tudo tão limitado ... jamais conseguiremos, na brevidade do tempo e espaço, conhecer alguém na profundidade.
Gosto do virtual, mas gosto muito mais do olho no olho, mesmo que breve, diz muito. Gosto das palavras no frente a frente. Mas gosto do teor da sensibilidade.
Continuo sensível, doce e amarga. E ... quando quero bem, realmente quero ... perto, longe ou no espaço virtual.
Não gosto de ser prejulgada e nem rotulada. Não consegueria modificar-me , para que alguém me aceitasse. Violaria os meus princípios de ser, o que sou, sem tirar nem pôr. Teria de ser "x" para agradar? Mediria comportamentos de comunicação? Não ... sou o que sou ... criativa, muita vez séria, contemplativa, serena, alegre ou triste. Não tenho que ser simplória ao escrever, quando minha mente processa o gramaticalmente correto. Não posso ser ou ter a linguagem jovem, se não o sou. Mas o universo deles , jovens, tento entender muito bem e acho que faço minha parte ao longo de minha existência, já que sempre lidei com eles. Permito-me incorporar suas linguagens, quando julgo ser adeguado e tem de ter espontaneidade. Porque assim sou, igualmente espontânea.
Hoje, li, tristemente uma postagem e me enquadrei nos dizeres ... e doeu demais.
Fêz-me questionar os valores de uma amizade. Amizade cobra perfis? Somos aceitos , ou não, pelo que somos ? Somos imperfeitos!
Mais triste ainda foi ver um espaço vazio de uma postagem, retirada.
A minha postagem deste dia, 23/04/08 , ficará ali , firme ... porque foi sincera e singela.
Os meus sentimentos , livres de qualquer preconceito, continuam intactos. O meu carinho é o mesmo. Só estou triste, muito triste ... duplamente triste. O mundo real, perdeu um ser jovem. O virtual
deixou espaço em branco. Quem se retirou ainda terá seus dias de chance de vida, com menos amargor e mais amor.
E eu, embora sofrida, continuarei trilhando meu espaço na vida real, na virtual ... verdadeira, inteira _ cheia de amor a destribuir e a receber.
Choro por todo o dia de hoje, sem vergonha nenhuma. Choro,choro e choro.
Enviar um comentário